Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados – Dinheiro Vivo

Numa altura em que está a ser já considerado o prolongamento do estado de emergência, sobe para 81 o número de pessoas detidas por não cumprirem as regras de confinamento decretadas pelo governo na sequência da determinação desta medida pelo Presidente da República, há cerca de dez dias.

De acordo com o Ministério da Administração Interna, além destes casos de desobediência – designadamente por violação da obrigação de confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência” -, foram ainda encerrados pelas autoridades 1565 estabelecimentos por incumprimento das regras, até às 18.00 de hoje.

“Dando cumprimento às determinações do Decreto que regulamenta o Estado de Emergência, em vigor desde as 00h00 do dia 22 de março, a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública têm vindo a desenvolver uma intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população”, explica ainda o MAI em comunicado. Reforço que, durante este período de Páscoa, passa também pela verificação das saídas para sul. (Leia mais aqui)

O objetivo é impedir deslocações nesta que é uma altura tradicionalmente de férias e em que muitos rumam ao Algarve. “O Ministério da Administração Interna, perante a imperiosa necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da covid-19, insiste no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência”, lê-se ainda no comunicado.

Share:

Geef een reactie