Benfica explica escolha de Nélson Veríssimo para o lugar de Bruno Lage – Record

Encarnados sublinham objetivos para os próximos jogos

Para aquele que será o primeiro jogo pós-Bruno Lage (receção ao Boavista, sábado, às 21H15), o Benfica só aponta um objetivo: a “conquista dos três pontos”. Na newsletter desta sexta-feira, os encarnados abordam a escolha de Nélson Veríssimo para treinador interino e sublinham que “independentemente desta série negativa, a equipa tem de estar focada em tentar vencer os cinco jogos restantes no Campeonato e também a final da Taça de Portugal”.

“Veríssimo liderará a equipa amanhã, uma escolha assente no facto de o nosso antigo jogador, formado no clube, ter sido, até à última jornada, um dos adjuntos de Bruno Lage e, por isso, conhecê-la bem e poder rapidamente assumir o comando dela, além de estar integrado, desde 2012/13, com reconhecida competência e empenho, em equipas técnicas benfiquistas, nomeadamente na B. É a sua 16.ª época no clube. Queremos regressar tão célere quanto possível à nossa matriz vencedora. ‘Ganhar, ganhar, ganhar’ é o que nos norteia. Temos de ultrapassar esta crise de resultados e recuperar o ânimo, sabendo que a gloriosa história do Benfica também se fez muito da capacidade de superação em momentos difíceis”, pode ler-se.

Relacionadas

“Na primeira volta, ante o Boavista no Bessa, obtivemos um excelente triunfo, por 1-4. Essa vitória fez parte do caminho para o estabelecimento de duas marcas históricas, o que, tendo em conta o nosso percurso recente, reforça a ideia de que estamos a viver uma época extremamente atípica. As 18 vitórias nas primeiras 19 jornadas só foram superadas, na história do Benfica, pelo pleno de triunfos em 1972/73, além do novo recorde absoluto de vitórias consecutivas em deslocações no Campeonato Nacional, 18, uma marca que começou a ser construída na temporada passada e terminou com os três pontos obtidos em Paços de Ferreira na primeira jornada da segunda volta da presente edição da prova. Contrastando com estes feitos temos somente duas vitórias nas últimas dez jornadas e o desperdício de vinte pontos em trinta possíveis.”

3

Deixe o seu comentário

Share:

Geef een reactie