“As nossas exigências e a oferta do Sporting ainda não estão no ponto” – O Jogo

Dirigentes do Sporting viajam esta quinta-feira para finalizar o processo Sporar, revelou a O JOGO Ivan Kmotrik, diretor-geral do Slovan.

As negociações entre o Sporting e o Slovan Bratislava para a transferência de Andraz Sporar podem ficar esta quinta-feira encerradas em Viena, na Áustria, onde está prevista uma reunião, quiçá final, entre uma delegação do emblema de Alvalade, que poderá ser liderada por Hugo Viana, e os homólogos do emblema eslovaco.

Disso mesmo deu conta a O JOGO Ivan Kmotrik, diretor-geral do Slovan Bratislava, porém sem revelar quais as diferenças que ainda subsistem, uma vez que as partes têm vindo a trocar minutas de contratos. “Temos uma oferta formal do Sporting, de facto, e estamos ainda a negociar. Os representantes do Sporting vão viajar amanhã [hoje] para Viena para uma reunião connosco, onde poderemos dar um novo passo no processo”, disse, jogando ainda à defesa no que concerne aos números do negócio, deixando no ar que há pequenos acertos que necessitam de ser feitos: “Não vemos razão para mudar a nossa posição e subestimar o valor do Sporar. As nossas exigências e a oferta do Sporting ainda não estão no ponto… O Sporting sabe qual a nossa posição e o valor que pretendemos.”

O diretor-geral do Slovan Bratislava voltou a sublinhar a cobiça em torno do goleador da equipa, argumento que os eslovacos têm usado para que o Sporting vá ao encontro das suas pretensões. Aliás, sabe o nosso jornal que o próprio presidente do Sporting, Frederico Varandas, tem dialogado ao mais alto nível com o Slovan e terá mesmo chegado a um entendimento para a transferência na ordem dos sete milhões de euros, estando ainda em discussão detalhes sobre o pagamento do jogador. “Há um grande interesse em Sporar e a situação muda hora após hora. Temos recebido telefonemas de países como Inglaterra, Espanha ou França. Depois há um facto importante… Sporar tem contrato por mais três anos e meio, portanto há ainda a hipótese de ele permanecer no Slovan. Claro que Sporar está disponível para ir para o Sporting, sabemos disso, e nós estamos naturalmente abertos a isso, pois consideramos o Sporting um parceiro sério”, frisou.

Sporar, esse, só poderá viajar “quando os clubes chegarem a acordo e isso ainda não aconteceu”, pelo que permanece na Turquia, onde a equipa está a estagiar durante a paragem de inverno no campeonato eslovaco. Recorde-se que Sporar já sabe dos valores que o Sporting oferece, cerca de 1,5 milhões de euros brutos por temporada e um contrato no mínimo de quatro anos e meio: é que está em aberto a possibilidade de oferecer mais um ano de duração. E quanto ao avançado, Kmotrik finaliza com a sua convicção. “Penso que Sporar é um avançado de topo e pode jogar em qualquer competição de topo na Europa”, rematou.

SAD quer pagar em quatro anos

O jogo de paciência entre as partes tem sido levado ao limite. O Sporting vê o negócio de Sporar preso por detalhes e os dirigentes do Slovan Bratislava jogam com as várias sondagens recebidas pelo avançado de 25 anos – que leva 21 golos em 26 jogos na presente época -, procurando o melhor acordo financeiro. Segundo foi possível apurar, os responsáveis leoninos propuseram o pagamento dos cerca de sete milhões de euros de forma faseada, em quatro anos, algo que ainda está sujeito a alterações.

Share:

Geef een reactie